REPOLHO ROXO NO VINHO TINTO

 

                Preparo:  1 hora 15 minutos                           Serve: 6 porções

 

Ingredientes:

- 1/2 repolho roxo cortado em fatias finas (250 gramas)

- 1 colher de sobremesa de azeite

- 100 gramas de bacon cortado em cubos

- 1 cebola grande cortada em fatias finas

- ½ xícara de chá de caldo de frango ou carne (125 ml)

- ½ xícara de chá de vinho tinto seco (125 ml)

- 1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto ou balsâmico

- 1 pitada de sal

- 1 pitada de pimenta do reino

- 1 colher de sopa de açúcar mascavo

- 1 maçã cortada em cubos pequenos

- ½ xícara de chá de uvas passas claras ou escuras

 

Preparo:

1. Fatie o repolho em fatias bem finas e reserve;

 

2. Em seguida, numa panela, coloque o azeite, doure o bacon e reserve;

 

3. Nessa mesma panela do bacon, refogue a cebola, acrescente o repolho, o bacon, o vinho, o vinagre, o sal, a pimenta, o açúcar mascavo, a maçã, as passas e deixe refogar um pouco todos os ingredientes, a fim de combinar os sabores;

 

4. Na sequência, adicione o caldo de frango ou carne e deixe cozinhar até reduzir todo o caldo. Sirva gelado ou na temperatura ambiente. Este repolho é um ótimo acompanhamento para comer com carne de porco!

 

 

CRÍTICAS, MELHOR COM ELAS!

Muitas vezes, não estamos prontos para sermos criticados! Primeiramente, eu fico baqueada, depois vem a raiva e, finalmente, depois, mais consciente, repensando vários dias, consigo tirar proveitos da situação e dou a volta por cima! Da última vez que fui criticada, cheguei na casa da minha mãe e acabei com um saquinho de bolachas que estava dando sopa em cima da mesa. Sorte minha que já estava na metade. Comi duas tortinhas de frango e tomei uma garrafinha de água de coco. Tudo isso num piscar de olhos! Haja academia depois! Por falar em bolachas, sou louca pelas bolachas alemãs Bahlsen, minha favorita é a waffeletten. Foi com esta que me acabei! Bem, como entrei no tema alemão, vou compartilhar com vocês uma receita de repolho roxo, parecida com chucrute, super suave, mas foge um pouco do chucrute tradicional e do gosto azedo! Geralmente, sirvo com carne de porco. Vamos ao chucrute adocicado, pois o azedo deixaremos para os críticos! Só para constar, em casa sou taxada de “pessoa altamente crítica”, por pais, marido e, principalmente, por minhas irmãs! Mas, garanto que a melhor receita para lidar com as críticas fica a cargo do compositor Paulo Vanzolini, com a música “Volta por cima”, “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Só cantando para espantar os males! Ah, essa receita é da Laura Calder. Sou super fã dessa Canadense que é apaixonada pela culinária Francesa. Por vários anos, em um canal fechado de televisão no Brasil, o programa dela foi exibido, “French Food at Home”. Mas, como tudo que eu gosto, ou sai de linha ou acaba, o programa foi cortado da programação (snife!). Mas, podemos encontrar suas receitas no site “cooking channel” e, claro, nos seus livros. Como uma boa compulsiva por livros de culinária, é obvio que tenho quase todos (hahaha!). Vamos à receita dessa talentosa chefe!​​​​​​​​​​​​​

 

 

02/ 05/ 2016

MOMENTO AVENTAL

receitas * memórias * dicas * fotos * viagens

VERSÃO / VERSION